Beneficios do Alho

Descubra os verdadeiros beneficios do alho para a saude.

Alho, nome cientifico: (Allium sativum). Nativo da Ásia Central. Ao ser cozinhado perde cerca de 90% da sua capacidade microbicida e medicinal. “Alho fervido, alho perdido”. Este é Empregado como condimento, faz com que o sabor dos alimentos se torne ligeiramente picante. Anti-séptico, antibiótico, facilita a digestão e é vasodilatador. É estimulante, anti-reumático e depurativo. Aplicado moído sobre a pele, é calicida e combate a sarna. Em jejum, mastigar um ou dois dentes de alho é recomendado para o reumatismo, a dispepsia nervosa e a hipertensão. Combate as desordens intestinais e pulmonares. O segredo do alho está no chamado óleo volátil, que produz o odor e tem propriedades curativas anti-sépticas.

O seu odor serve como repelente de cobras e escorpiões; regula a digestão estimulando a secreção de enzimas digestivas e a circulação sanguinea.
Contém uma grande quantidade de vit A, vitamina B, C e D, sódio, enxofre, iodo, cálcio, fósforo, ferro e potássio, alicina, água, proteínas, vitaminas e oligoelementos.
O alho Alivia a tensão arterial, bronquite, hemorróidas, varizes, infecções gastroentestinais, disenteria, colite, oxiúros, artrite, asma e arteriosclerose. É útil em caso de mordedura de cobras, expele ventosidades e lombrigas do ventre, provoca a urina (estimula a bexiga), clarifica a voz, mata lêndeas e piolhos; usa-se contra a peste por ser desinfectante. Em infusão (um dente de alho numa chávena de leite quente),
combate a insónia e em cataplasma é eficaz para o reumatismo.

O especialista em doenças cardiovasculares, dr. P. Ivanov, depois de 10 anos de investigações, concluiu que
o alho, a cebola e outros vegetais com conteúdo de enxofre e ricos em iodo, como a noz e a alga marinha, reduzem o nível de colesterol no sangue; para o tratamento da arteriosclerose aconselha o sumo fresco de cebola misturado com mel em parte iguais, do qual se toma uma colher de sobremesa 3 ou 4 vezes por dia.

O alho combate infecções, dilui o sangue, reduz a tensão arterial, estimula o sistema imunológico, evita e acalma a bronquite crónica e actua como expectorante. Um papiro médico egípcio, El Codex Elsers, datado de 1500 a. C., enumerava 22 receitas de alho para diversos males. A alicina, composto bacteriano aromático do alho, liberta-se quando se corta o alho; se se destrói o aroma (ao cozinhá-lo), deixa de ser antibactericida. Na Rússia o alho é conhecido como a penicilina russa. O dr. Eric Block, da Universidade Estadual de Nova Iorque, descobriu no alho uma substância química, a que chamou ajoeno, que intervém no processo de coagulação com muita eficácia. O extracto de alho actua como poderoso anti-oxidante.

Plínio, administrador e naturalista romano do século I, recomendava que se tomasse alho para sessenta e um
males. Na China, na província de Chaneska, alguns médicos, sem dinheiro para obterem ampitericina – um antibiótico -, administraram alho a pacientes com meningite criptococa e de 16 pacientes 11 sobreviveram; esta infecção penetra na espinal medula e no cérebro e muitos antibióticos não conseguem atacar a bactéria.

Um médico de Nova Iorque comparou os resultados de cinquenta e cinco tipos de tratamentos para a tuberculose e descobriu que o alho era o melhor.

Alho-porro (Allium porrum). É consumido em sopas e cozidos. Além disso ajuda a emagrecer.

19. Março 2010 by admin
Categories: Alimentos Saudaveis, Verduras e Legumes | Leave a comment

Leave a Reply

Required fields are marked *


*