Carnes de frango, vaca, peixe e porco

Para além de alguns beneficios das Carnes de frango, vaca, peixe e porco para o nosso organismo existem ainda muito mais maleficios, saiba quais. Este artigo é uma continuação do post ” alimentos não saudaveis“.

A pessoa que come carnes sente-se cheia durante muito tempo, e isso deve-se à difícil digestão; os sucos gástricos do homem não foram feitos para digerir carne, são muito débeis nessa tarefa. A ciência estabeleceu que as pessoas que consomem muita carne, com elevado grau de proteínas, são propensas à artrite; essas proteínas transformam-se em ureia, ácido úrico e gás carbónico, substâncias tóxicas que quando se retêm no organismo causam sérias perturbações. O doutor Ernest Wynder, da Fundação Americana da Saúde, assegura que a ingestão massiva de gordura animal aumenta o número de bactérias intestinais e que essas bactérias actuam sobre a bílis, produzindo um ácido cancerígeno. Vários médicos e dietistas chegaram à conclusão de que a cârne é um alimento impuro. Centenas de experiências levadas a cabo em várias partes do mundo demonstraram que uma percentagem das enfermidades que afligem a população actual se deve a depósitos de ácido úrico. Salsichas: em Maio de 1,994, a revista científica Cancer: Cawses and Control, publicou o resultado de três trabalhos epidemiológicos que relacionam o consumo de carne curada, em concreto, de salsichas, com certos tumores malignos.

O mais polémico e inquietante desses estudos foi o realizado pelo grupo liderado pelo doutor John Peters da Universidade da Califórnia do Sul. Segundo este estudo, as crianças que ingerem 2 ou mais salsichas por mês apresentam um risco nove vezes maior de desenvolver leucemia. Nos outros trabalhos, dirigidos por David Savitz, da Universidade da Carolina do Norte, e de Grata Bunin, do Hospital de Crianças de Filadélfia, estabelece-se uma ligação entre o consumo de salsichas por parte das mães durante a gestação e tumores cerebrais infantis. O trio de epidemiólogos coincide na afirmação de que os primeiros suspeitos são os N-nitrosos dos cachorros-quentes.

Tanto a carne de vaca como a de aves, se tiverem sido submetidas a uma engorda de hormonas e se se comem habitualmente como base da alimentação, produzirão transtornos no organismo (modificações celulares). A carne de peixe e marisco é rica em gorduras pesadas, difíceis de digerir. Há carne de peixe chamada carne azul: tubarão, cavala, âtum e sardinha, cuja carne é ordinária, indigesta e que produz urticária às pessoas alérgicas.

Tanto as águas dos rios como a do mar estão cada vez mais contaminadas, por isso recomenda-se vigiar o consumo de carne de peixe, que por vezes sofre de contaminações. Os povos com predominância de centenários, como os hunza, nos Himalaias, comem carne apenas uma ou duas vezes por ano, numa festa. Aos 70 anos estão em pleno vigor, nunca sofrem de ataques cardíacos nem de problemas cardiovasculares
e conservam os dentes e os ossos resistentes até uma idade avançada. Pelo contrário, os esquimós, cuja
dieta, composta quase inteiramente de carne, têm uma média de vida de 37 anos.

Frango

No frango encontra-se a salmonela, que é um microorganismo patogénico que apresenta riscos para a saúde; segundo o guia de doenças transmitidas por alimentos, elaborada pelo Ministério da Saúde da Colômbia, é uma bactéria que incuba em 18 a 36 horas; provoca dores abdominais, diarreia, febre e náuseas; esta bactéria é inerente ao frango e aos seus derivados, como pasta de frango.

Na Bélgica, em princípios de 1,999, encontrou-se na carne de frango um elemento tóxico, a dioxina, que está provado ser altamente cancerígeno, por isso foi ordenado que se interrompesse a produção e exportação de carne de frango durante vários meses. A utilização de antibióticos, derivados, arsénicos, insecticidas, estrogénios, hormonas, enzimas e tranquilizantes, deixam resíduos nos produtos animais que desequilibram e intoxicam o organismo de quem os ingere.

O que é o estrogenio?
O estrogénio é uma substância utllizada nos animais, a fim de aumentar o seu peso.

16. Agosto 2017 by admin
Categories: Alimentos não Saudaveis | Leave a comment

Graviola – Guanabano ou Anona Muricata

Conheça alguns dos grandes beneficios da Graviola, conhecida tambem como Guanabano (Annona muricata). A graviola é a Fruta do algodão, do grupo das frutas doces. Originária da América tropical. É a fruta da digestão. A fruta madura tem uma acção antibiliosa, antiescorbútica e vermífuga; é recomendada contra reumatismo, gota e artrite. Pelo látex que a polpa contém, ajuda a melhorar a obstipação crónica, desinflama o cólon,
cuaa a diverticulose, fortifica a flora intestinal, melhora problemas de hiperacidez. Consome-se sozinha, em gelados, sumos, batidos e sobremesa.

16. Agosto 2017 by admin
Categories: Alimentos Saudaveis | Leave a comment

← Older posts